18. Engenho Novo - 2:29

Domínio Público
Mario de Andrade (1893/1945), registra esta música Brasileira, em convênio com INL/MEC, 1972, 3ª edição , como coco do Rio Grande do Norte, onde cita uma estrofe na versão paraibana. Neste projeto, duplicamos o estribilho e o adaptamos também entre a 1ª e 2ª estrofe, com o objetivo de facilitar e valorizar as estruturas coreográficas na hora de dançar e o arranjo seguiu a proposta da melodia original da dança. Aprendi com a Prof.ª Cristina Boneti da ESEFEGO.

Engenho novo, engenho novo
Engenho novo bota a roda pra rodar
Engenho novo, engenho novo(estribilho / bis)
Engenho novo bota a roda pra rodar

Eu dei um pulo
Dei dois pulos
Dei três pulos
Desta vez pulei o muro
Quase morro de pular (1. estrofe / bis)


Engenho novo, engenho novo
Engenho novo bota a roda pra rodar
Engenho novo, engenho novo(estribilho / bis)
Engenho novo bota a roda pra rodar


Capim de planta
Xique, xique, mela, mela(2. estrofe / bis, versão paraibana)
Eu passei lá na capela
Vi dois padres no altar


Engenho novo, engenho novo
Engenho novo bota a roda pra rodar
Engenho novo, engenho novo(estribilho / bis)
Engenho novo bota a roda pra rodar